Talq Consortium atualiza seu protocolo para Smart Cities

https://network-king.net/wp-content/uploads/2022/02/talq-openapi-specification-rui-peixe-twg-300dpi-769x414.png

O TALQ Consortium acaba de atualizar o seu Smart City Protocol, que oferece um padrão global de interface API aberta capaz de ampliar a interoperabilidade entre dispositivos de diferentes fabricantes. A versão 2.4.0 já está disponível gratuitamente no GitHub para revisão e implementação pública. E passa incluir, além de dispositivos para redes de iluminação pública, também dispositivos para soluções de monitoramento ambiental, gerenciamento inteligente de tráfego e estacionamento inteligente.

Em referência ao monitoramento ambiental, as novas funções de perfil permitem que os implementadores do protocolo modelem suas soluções individuais para monitorar ruído, valores atmosféricos, vento, precipitação, irradiação, nuvens, fluxo de água, qualidade da água, gás e outros valores. Outras funções da especificação, como a função de sensor de material particulado, foram aprimoradas estendendo-as com mais propriedades. Desta forma, a versão mais recente do protocolo 2.4.0 é um passo muito valioso para estimular a proteção ambiental e a sustentabilidade nas cidades inteligentes.

Em relação aos novos perfis de tráfego e estacionamento, o mais recente protocolo oferece novas funções não apenas para monitorar a densidade de tráfego e ocupação do estacionamento com sensores e câmeras, mas também recursos para controlar painéis de informações relacionados a essas verticais.

“Pessoalmente, acredito que este é um momento muito emocionante para o consórcio, cujo número de membros continua a crescer. Estamos confiantes que uma maior exposição do padrão impulsionará ainda mais o progresso na indústria”, disse Rui Peixe, Presidente do Grupo de Trabalho Técnico do TALQ Consortium.

Desde sua fundação, em 2012, o TALQ Consortium aumentou a adesão às suas especificações. Hoje, aproximadamente 50 empresas são associadas à entidade, incluindo Itron, Signify , Tvilight, Zumtobel Group, Schréder e Dhyan Networks and Technologies, entre outras.

O Smart City Protocol é uma especificação para troca de informações, adequada para integração em diversos produtos e sistemas de software. Dessa forma, a interoperabilidade entre o software de gerenciamento central (CMS) e as redes de dispositivos externos (ODN) de diferentes fornecedores é habilitada. Graças ao TALQ, um único CMS pode configurar, controlar, comandar e monitorar redes heterogêneas de dispositivos de cidades inteligentes. 

Atualmente há 36 produtos certificados segundo a especificação 2.0, para gestão da iluminação pública: 16 Softwares de Gerenciamento Central (CMS) e 20 Gateways (Outdoor Device Networks, ODN) de 27 empresas.

O compromisso da entidade é o de oferecer respostas para os principais desafios das cidades realmente inteligentes, incluindo o aumento da segurança e do conforto dos habitantes, a redução do consumo de energia e das emissões de CO 2 em todo o mundo, e o aumento da eficiência de custos para as operadoras que gerenciam as cidades inteligentes.

FacebookTwitterLinkedIn