Previsões de TI e OT para 2023 e além

https://network-king.net/wp-content/uploads/2022/12/shutterstock_2234551833-769x414.jpg

Até 2026, a maioria das empresas dará prioridade aos modelos de consumo como serviço para compras de infraestrutura, para ajudar a conter o crescimento dos gastos com TI e preencher as lacunas de talentos da ITOps. E até 2027, automação habilitada para IA garantirá configuração, desempenho, custo e segurança consistentes da infraestrutura digital, reduzindo a necessidade de intervenção de operações humanas em 70% e melhorando os SLOs, diz a IDC, em suas previsões para o futuro da infraestrutura digital.

De modo geral, as consultorias têm identificado mudanças críticas em governança, operações, arquitetura e sourcing para 2023, que precisarão ser consideradas nas estratégias de transformação digital da empresa, nesse momento no qual muitas começam a apertar o cinto em áreas como serviços terceirizados, de acordo com estudo do BCG.

Ainda segundo o BCG, a segurança cibernética será um imperativo, com 31% dos entrevistados afirmando deverão aumentar seus gastos com TI em infraestrutura de segurança. O monitoramento será uma parte vital de toda estratégia de segurança, garantindo que todas as ferramentas clássicas de segurança, como firewalls, sistemas de detecção incomuns ou ferramentas de gerenciamento de acesso privilegiado (PAM), funcionem perfeitamente.

Principais investimentos de TI em 2023
Compração anual de gatos de TI - BCG
Fonte: BCG

A IDC aponta ainda que os próximos cinco anos serão transformadores para as operações, com as empresas encontrando maneiras mais eficazes de gerenciar, analisar e colaborar a partir de mais e melhore dados operacionais. Até 2024, a nuvem terá ultrapassado a infraestrutura local como o principal local onde os dados operacionais serão armazenados, gerenciados e analisados, ao menos em metade das empresas analisadas pela consultoria.

CIOs ganharão mais se concentrando em suas jornadas de transformação digital. “A capacidade deles de traduzir as iniciativas de tecnologia em métricas de valor final ajudará outros líderes C-suite a obter uma maior compreensão das tecnologias, práticas, metas e limitações de TI”, explica Chris Bedi, Chief Digital Information Officer da ServiceNow. O que, no fim, reverterá em mais resultados positivos para os negócios, com os KPIs se concentrando em equilibrar velocidade, ROI e risco, usando automação e eficiência como um acelerador para modernização dos portfólios de aplicativos e da infraestrutura existente.

“As equipes de I&O mais sofisticadas estão se transformando em consultorias internas às quais as equipes de produtos e unidades de negócios podem recorrer para aconselhamento especializado sobre otimização e segurança da infraestrutura”, explica Paul Delory, vice-presidente de pesquisa da Gartner.

Até 2026, o Gartner também prevê que a maioria das organizações investirá em Engenharia de Plataforma, focando em questões como autoatendimento para entrega de software e gerenciamento do ciclo de vida de aplicações, considerando ferramentas de gerenciamento e vários componentes de tecnologias de infraestrutura, como monitoramento de desempenho de aplicativos (APM), monitoramento de experiência digital (DEM), etc. A ideia é aumentar a produtividade dos usuários finais e reduzir a carga das equipes de desenvolvimento.

Autoatendimento é um recurso que vem crescendo em importância também entre lideranças de atendimento e suporte ao cliente (CSS), para reduzir o volume de chamadas e diminuir os custos operacionais. Investimentos nesse sentido devem continuar aquecidos, afirmam analistas da Forrester.

“As organizações também precisarão capacitar as equipes de infraestrutura com soluções que automatizem o máximo possível de tarefas manuais e rotineiras”, revela pesquisa da Dynatrace. Isso inclui investimentos em observabilidade de ponta-a-ponta, para que as equipes gerenciem melhor seus ambientes multicloud. Combinar esses recursos com análises orientadas por IA capacitará as equipes a otimizarem seus ambientes com eficácia, para poderem se concentrar na aceleração ida novação, impulsionando melhores resultados de negócios.

FacebookTwitterLinkedIn