Mercado de healthtech passa por redefinição em 2022

https://network-king.net/wp-content/uploads/2022/11/shutterstock_221677819-769x414.jpg

Um relatório recente do Silicon Valley Bank apresentou as últimas tendências de investimentos no chamado setor healthtech e para onde a maior parte do capital de risco está voltando sua atenção. Segundo o estudo, tem havido uma desaceleração em 2022, com um declínio de 40% nos investimentos em mega-acordos à medida que o mercado se reequilibra da atividade insustentável registrada no ano passado. No entanto, ainda há uma tremenda oportunidade de crescimento com investimentos em empresas de healthtech nos Estados Unidos e na Europa, previstos para atingir US$ 27 bilhões até o final do ano.

Os investimentos em tecnologia para o setor Saúde nos Estados Unidos, União Europeia e Reino Unido atingiram US$ 23 bilhões nos três primeiros trimestres de 2022, com uma queda especialmente acentuada no terceiro trimestre – de 39% em relação ao segundo trimestre de 2022 e de 67% em relação ao pico no segundo trimestre de 2021.

Segundo o estudo, inflação, fatores geopolíticos globais e aumento das taxas de juros criaram um mercado tumultuado e fecharam a janela de IPOs em healthtech – até agora em 2022, o relatório não registrou nenhuma IPOs entre empresas de healthtech apoiadas por capital de risco nos Estados Unidos nem na União Europeia. Além disso, empresas de healthtech viram suas ações caírem em ritmo recorde.

De outro lado, fusões e aquisições apoiadas por capital de risco aumentaram 16% em relação aos três primeiros trimestres de 2021.

Dados proprietários SVB e análise SVB
Fonte: PitchBook

“Tudo indica que está em andamento uma redefinição do mercado de healthtech, que está passando de uma era de crescimento a todo custo para outra que enfatiza um nítida geração de valor, seja por meio de melhores resultados de saúde, por mais acesso ou por preços mais acessíveis”, destaca o estudo, comentando que ainda há uma tremenda oportunidade para as empresas de healthtech crescerem. Em sua avalição, o setor apresentou novos desafios em 2022, mas permanece maduro para inovação e  mais resiliente para enfrentar períodos de recessão.

Onde os investimentos em healthtech estão sendo feitos

O gráfico abaixo apresentado no relatório do Silicon Valley Bank apresenta onde as o capital de risco estão investindo quando se trata de tecnologia aplicada à saúde:

Otimização de fluxos de trabalho – US$ 5 bilhões
Plataformas para pesqusia de medicamentos – US$ 4 bilhões
Apoio à decisão clínica – US$ 3 bilhões
Atenção primária – US$ 2 bilhões
Saúde mental – US$ 2 bilhões
Saúde e bem-estar – US$ 1 bilhão

healthtech
Fonte: Silicon Valley Bank

Outro ponto a se destacar é que empresas de healthtech fundadas por mulheres bateram recorde em 2022, recebendo 19% de todo o capital investido. O valor está à frente dos investimentos de capital de risco em outros segmentos diferentes de healthtech, como biofarma e dispositivos.

Além disso, empresas fundadas por mulheres estão se tornando mais prevalentes e suas avaliações estão crescendo. Duas empresas atingiram o status de unicórnio (Bellabeat e Wheel) em 2022. Mais do que isso, embora as avaliações de healthtech em geral tenham caído em relação ao pico em 2021, houve mais empresas fundadas por mulheres avaliadas em mais de US$ 100 milhões em 2022 (29 empresas), aumento de 12% em relação ao ano passado.

Fonte: Silicon Valley Bank

A perspectiva do estudo é de que a maior concentração de fundadoras do sexo feminino entre as empresas de healthtech de maior valor representa um avanço promissor para o setor. “A diversidade pode gerar melhores soluções para os problemas mais difíceis da saúde. Mulheres podem não apenas apresentar diferentes visões os desafios, mas também podem se identificar fortemente com as bases de consumo femininas.”

Outro destaque no relatório do Silicon Valley Bank foi o segmento de saúde mental. As empresas de saúde mental não ficaram imunes à desaceleração do mercado este ano, com os investimentos diminuindo em relação aos níveis mais elevados de 2021. No entanto, enquanto o setor de healthtech mais generalizado viu em 2022 retração no tamanho dos acordos e em sua avaliação, as empresas de MH registraram aumento.

Muitas soluções de saúde mental cresceram rapidamente e se tornaram plataformas este ano, contando com valores recordes de capital investido em 2021. E a demanda por essas soluções continua crescendo, ao passo que líderes do mercado em MH também estão amenizando a escassez de fornecedores que chegou a atingir um ponto crítico. O modelo de atendimento híbrido, em particular, explodiu em popularidade, contando com melhores opções virtuais que ampliaram o acesso a custos mais baixos.

A previsão do estudo é que a demanda por soluções de saúde mental continue crescendo, e os investimentos no setor permaneçam estáveis em 2023.

FacebookTwitterLinkedIn