ManageEngine versus PRTG: Qual é a melhor para o monitoramento da TI?

https://network-king.net/wp-content/uploads/2022/09/close-up-hands-shot-of-a-technical-support-specialist-of-software-picture-id1327262910-769x414.jpg

Critérios de Avaliação

Antes de iniciar devemos definir regras de comparação. Ela se tornará mais transparente, justa e objetiva ao destacarmos os critérios.

Os seguintes fatores estão incluídos em nossos critérios de avaliação:

  • Observabilidade: Primeiro, devemos avaliar o PRTG, da Paessler, e o ManageEngine, considerando seus recursos de monitoramento de TI. A comparação dos principais parâmetros de rastreamento permitirá determinar qual deles tem a melhor pontuação quaanto a  observabilidade.
  • UI/UX Design: UI/UX definem o quanto um usuário está confortável com o software. Vamos comparar qual ferramenta é fácil de usar.
  • Suporte ao cliente: Normalmente, sua equipe de TI deve interagir com a equipe de suporte d ferramenta escolhida. Este serviço será comparado.
  • Preço: Comprarar recursos sem considerar os preços, para determinar se é acessível para o seu negócio, é inútil.
  • Facilidade de configuração: A velocidade e a simplicidade com que você pode configurar os aplicativos são cruciais. E também estão intimamente relacionadas à usabilidade. Portanto, avaliaremos qual software é mais simples de instalar e começar a usar.

ManageEngine versus Paessler PRTG: comparação detalhada

Observabilidade

  • Largura de banda

O monitoramento da largura de banda determina a banda disponível em um sistema local (LAN ou WiFi). As ferramentas de monitoramento de largura de banda oferecem informações em tempo real, como velocidades de download e upload, e reduzem a pressão da rede. Profissionais e não profissionais utilizam monitoramento de largura de banda para determinar a banda disponível.

ManageEngine: O ManageEngine NetFlow Analyzer é uma ferramenta completa de monitoramento de tráfego de rede que fornece informações sobre os padrões de tráfego mais complexos e as tendências de utilização de largura de banda.

PRTG: O PRTG Network Monitor inclui monitoramento de largura de banda. Fornece uma interface gráfica para analisar tendências de largura de banda por períodos mais longos e pode medir o tráfego entre interfaces. Usando o Network Bandwidth Analyzer PRTG você fica informado sobre todo o tráfego contínuo e de saída e vê quais aplicativos ou servidores estão consumindo mais banda. Os relatórios de largura de banda podem evitar a ocorrência de problemas, como sobrecargas de largura de banda.

  • Base de dados

ManageEngine:  O Applications Manager oferece ampla visibilidade das principais métricas de desempenho dos bancos de dados para garantir a entrega ininterrupta de serviços. Os indicadores sobre consumo de recursos, sessões de usuário e desempenho de consulta em seu banco de dados são vitais para as operações de negócios e oferecem chances de otimizar o desempenho do banco de dados ajustando-os. Você também pode exibir estatísticas de desempenho em painéis de monitoramento de banco de dados personalizados para garantir que os administradores estejam sempre informados sobre o status de desempenho de seus banco de dados.

PRTG: O PRTG Network Monitor fornece vários sensores para monitoramento de bancos de dados. Geralmente executam  consultas predefinidas e exibem o tempo de execução de toda a consulta e solicitação. A Paessler combina essas funções em um único aplicativo.

  • Monitorando diretamente dos sensores de banco de dados: Monitore bancos de dados do ponto de vista do usuário. Esses sensores enviam uma solicitação ao servidor de banco de dados e recebem valores em resposta. Opcionalmente, você pode analisar tabelas de dados, exibir a importância de vários canais e monitorar transações.
  • Monitorando de sensores para desempenho de banco de dados: monitore bancos de dados usando uma perspectiva abstrata dos servidores. Normalmente, esses sensores usam o Windows Management Instrumentation para monitorar contadores de desempenho (WMI).

Possibilita a geração de relatórios em tempo real, monitorando inúmeros bancos de dados e suportando virtualmente todos os fabricantes de banco de dados, incluindo MySQL, PostgreSQL, Oracle, etc.

  • Relatórios

ManageEngine:  É possível gerar relatórios tabulares, matriciais, resumidos e de auditoria. Somente relatórios de auditoria serão habilitados para o módulo “Histórico de auditoria”. Isso se aplica apenas aos formatos de relatório tabular e matricial. Para relatórios de resumo, os módulos padrão para relatórios de auditoria serão selecionados.

PRTG: Você pode gerar relatórios em HTML, PDF, valores separados por vírgula (CSV) e Extensible Markup Language sob demanda ou por meio de agendamentos (XML). Além disso, você pode gerar relatórios para um único sensor ou vários sensores, além de relatórios HTML das configurações do  sistema. Os modelos de relatório definem a aparência geral de seus relatórios e o nível de detalhes dos dados de monitoramento.

Relatórios padronizados

Você pode atualizar ou excluir os relatórios predefinidos que o PRTG entrega.

Resumo do relatório para todos os sensores

  • 100 principais sensores de processador ativos/inativos
  • 100 principais sensores HTTP rápidos/lentos
  • 100 sensores de ping mais rápidos/mais lentos
  • 100 principais dispositivos de detecção de espaço livre/completo em disco
  • 100 principais sensores de largura de banda mais/menos empregados
  • 100 principais sensores de memória por frequência de uso
  • 100 principais relatórios de tempo de atividade/inatividade

Relatórios de configuração

Os relatórios de configuração detalham a configuração do PRTG. Existem opções de configuração para Mapas, Relatórios, Usuários, Grupos de Usuários e Configuração do Sistema. Um relatório de configuração é exibido em uma nova janela do navegador como uma página HTML. Podem ser usados para registrar e documentar alterações na configuração do PRTG.

  • Suporte de fluxo

ManageEngine: O NetFlow Analyzer é incorporado em um único aplicativo.

A análise de fluxo do NetFlow Analyzer exibe a largura de banda do dispositivo, estatísticas de largura de banda em tempo real e informações dos principais interlocutores, aplicativos, grupos de IP e grupos de interface, ataques e WLC.

PRTG: A maioria dos recursos do PRTG, como monitoramento de dados de fluxo, são integrados em um único aplicativo. Consequentemente, o monitoramento de fluxo é habilitado por padrão no PRTG.

O roteador coleta dados de consumo de largura de banda (fluxos), agrega-os e transmite informações ao PRTG usando pacotes UDP (User Datagram Protocol) para monitoramento de fluxo. Quando a amostragem está habilitada (necessária para sFlow), apenas informações sobre cada pacote nth são enviadas ao PRTG, reduzindo drasticamente a utilização da CPU.

  • Servidor e aplicativo

ManageEngine: O Applications Manager pode ajudá-lo a obter o comando de sua infraestrutura de TI. Com suporte integrado para servidores de aplicativos, bancos de dados, aplicativos personalizados, arquiteturas orientadas a serviços e serviços da Web, os funcionários do suporte de aplicativos podem se concentrar em outras prioridades.

PRTG: O Network Monitor é uma solução que oferece monitoramento abrangente de infraestrutura para redes, servidores, máquinas virtuais e aplicativos, baseado em agente e sem agente.

PRTG Network Monitor
PRTG Network Monitor

UI/UX Design: Qual deles é mais fácil de usar?

ManageEngine: Possui painéis personalizáveis com mais de 200 widgets de desempenho. Fornece uma visão completa do desempenho geral da rede e monitoramento de hosts e VMs em sua infraestrutura.

O ManageEngine possui dashboards personalizáveis
O ManageEngine possui dashboards personalizáveis

PRTG: Fornece um dashboard integrado para visibilidade de alto nível, permitindo visualizar alertas, interrupções e avisos na mesma janela.

O PRTG fornece um dashboard integrado
O PRTG fornece um dashboard integrado

Avaliações e comentários de usuários

  • Avaliação geral
prtg rating
PRTG
manage engine ratings
ManageEngine
Avalição das ferrmentas de monitoramento de TI
Avalição das ferrmentas de monitoramento de TI
  • Classificações de atributo
Classificações de atributo
Classificações de atributo
  • Pros/Cons

ManageEngine:

                    Pros

  • Uma visão abrangente dos parâmetros de rede, incluindo latência, perda de pacotes, erros e velocidade.
  • Monitoramento da integridade do processo e do sistema através de SNMP/WMI/CLI.
  • Monitoramento sem agentes para VMware e monitoramento via WMI para Hyper-V.
  • Mais de 70 métricas integradas para VMware e mais de 40 para Hyper-V.
  • Monitoramento e aviso de falhas.

Cons

  • Centrado em monitoramento de rede com suporte mínimo para outros componentes de infraestrutura.
  • Não há versão hospedada.

PRTG:

Pros

  • Vem com um banco de dados proprietário e reuquer um tempo mínimo de configuração.
  • O usuário pode escolher entre instalar localmente ou usar uma versão hospedada.
  • Vem com um criador de mapas integrado para visualizar a rede e seus componentes.
  • Relatórios padrão e configuráveis para identificar problemas de desempenho.
  • Alertas personalizáveis são fornecidos por e-mail, SMS, mensagens pop-up, scripts, etc.

Cons

  • Suporte para instalação em Linux indisponível.
  • O licenciamento baseado em sensor é caro para infraestrtuturas extensas.

Preço

Paessler PRTG’s Network Monitor

O PRTG oferece um período de teste gratuito de 30 dias. Quinhentos sensores custam a partir de US$ 1.750. Há uma licença perpétua e um plano de manutenção renovável para atualizações de produtos e assistência técnica.

Preço do Paessler's PRTG Network Monitor
Preço do Paessler’s PRTG Network Monitor

ManageEngine Network Performance Monitor

Há uma avaliação gratuita de 30 dias e uma versão gratuita para usso em até três dispositivos. Já as versões Standard (US$ 245 para dez dispositivos), Professional (US$ 345 para dez dispositivos) e Enterprise (US$ 11.545 para 250 dispositivos) se diferenciam por seus conjuntos de recursos.

Preços do ManageEngine Network Performance Monitor
Preços do ManageEngine Network Performance Monitor

Qual é mais barato?

Na imagem em anexo, a comparação de preços. À esquerda está o preço do ManageEngine e à direita está o PRTG. Quando o fator de escala entra, o PRTG se torna muito mais barato que o ManageEngine.

prtg cheaper
O PRTG é mais barato

Suporte ao cliente

ManageEngine: Durante o horário comercial, o ManageEngine oferece suporte por e-mail para registro, assistência ao uso, diagnóstico e resolução de problemas, esclarecimento na documentação e orientação técnica. Além disso, eles oferecem suporte por chamada disponível 24 horas por dia, cinco dias por semana, exceto feriados.

PRTG: A documentação e o vídeo e os webinars estão bem explicados. Guias orientam o usuário rapidamente sobre o que fazer. Além disso, se for necessária assistência, o suporte ao cliente do PRTG com suporte técnico ajuda o usuário a resolver consultas facilmente.

Facilidade de configuração

Os métodos de configuração do ManageEngine e do Paessler PRTG são relativamentes simples e quase idênticos. O assistente de instalação ajuda na maior parte do processo de instalação. Após a conclusão do processo de instalação, a descoberta automática de rede descobre os dispositivos cnectados a ela. Uma vez encontrados, adicionar todos esses dispositivos e iniciar o monitoramento é simples.

Os guias de configuração para o PRTG e o  ManageEngine estão disponíveis nos sites dass empresas.

Prêmios de usuário

ManageEngine: Não recebeu nenhum prêmio de usuário.

 PRTG:

  • FrontRunner: As avaliações dos usuários determinam quais itens são os melhores em termos de usabilidade e satisfação do consumidor. Para obter informações adicionais, consulte toda a nossa explicação de abordagem.

Escolhendo o vencedor: o Paessler PRTG

A melhor coisa sobre o PRTG é seu preço quando entra o fator de escala. Quando os dispositivos excedem 250, o PRTG fica muito mais barato. A outra coisa que torna o PRTG melhor é sua UI/UX. Os dados são apresentados de uma forma mais amigável. O PRTG também recebeu um prêmio FrontRunner que esclarece que a maioria dos usuários prefere o PRTG.

FacebookTwitterLinkedIn