FacebookTwitterLinkedIn

Maior oleoduto nos Estados Unidos é alvo de ataque ransomware

https://network-king.net/wp-content/uploads/2021/05/shutterstock_1345809761-769x414.jpg

Um dos maiores oleodutos dos Estados Unidos, o Colonial Pipeline, foi alvo de um ataque ransomware, gerando a emissão de um alerta de emergência. Proativamente, a companhia colocou alguns sistemas offline para conter a ameaça. Essas ações interromperam temporariamente todas as operações de dutos e afetaram alguns de nossos sistemas de TI. Técnicos da empresa trabalham agora no processo de restauração. Nas últimas 48 horas, o pessoal do Oleoduto Colonial tomou medidas de precaução adicionais para ajudar a monitorar e proteger ainda mais a segurança de suas operações.

O Colonial Pipeline é o maior oleoduto de produtos refinados nos Estados Unidos e transporta mais de 100 milhões de galões de combustível diariamente para atender às necessidades dos consumidores de Houston, no Texas, ao porto de Nova York. Os estados norte-americanos afetados são Alabama, Arkansas, Distrito de Columbia, Delaware, Flórida, Geórgia, Kentucky, Louisiana, Maryland, Mississippi, Nova Jersey, Nova York, Carolina do Norte, Pensilvânia, Carolina do Sul, Tennessee, Texas e Virgínia.

Um ex-oficial dos Estados Unidos e três fontes disseram à Reuters que o grupo DarkSide é um dos principais suspeitos do ataque. A paralisação das operações do oleoduto já fez o preço do combustível no varejo nos estados afetados aumentar substancialmente.

O DarkSide é um grupo que ganhou as manchetes recentemente e que se destaca de grupos semelhantes por ter uma abordagem altamente direcionada, executáveis personalizados para cada alvo e um método de comunicação semelhante ao usado no ambiente corporativo. POr exemplo, em agosto de 2020, o DarkSide anunciou sua nova operação de ransomware por meio de um comunicado à imprensa.

Em um comunicado, a administração do oleoduto afirma que tomou conhecimento do ciberataque no dia 7 de maio e logo desligou certos sistemas para conter a ameaça, o que acabou interrompendo temporariamente todas as operações dos dutos. A administração também está em contato com autoridades policiais e agências federais dos Estados Unidos, incluindo o Departamento de Energia, que está liderando a resposta do governo federal.

FacebookTwitterLinkedIn