FacebookTwitterLinkedIn

JBS Australia interrompe produção depois de sofrer ciberataque

https://network-king.net/wp-content/uploads/2021/06/abate6-769x414.jpg

A JBS Foods, maior empresa processadora de carne do mundo, interrompeu a produção em várias de suas instalações ao redor do mundo após um ataque cibernético no último final de semana de maio.

“No domingo, 30 de maio, a JBS USA determinou que era o alvo de um ataque organizado de segurança cibernética, afetando alguns dos servidores que suportam seus sistemas de TI norte-americanos e australianos”, disse a empresa em um comunicado divulgado na tarde de segunda-feira.

Os impactos foram vistos inicialmente nas operações da JBS na Austrália e registrados pelo jornal local BeefCentral na segunda-feira posterior, que reportou o cancelamento das atividades em várias cidades do país. O CEO da JBS Austrália confirmou o ciberataque e a paralisação das operações, sem mencionar por quanto tempo a interrupção dos trabalhos duraria. No entanto, disse que as operações não poderiam voltar à normalidade sem o acesso apropriado aos sistemas de TI.

As operações australianas de processamento de carne seriam impossíveis sem acesso normal a sistemas de TI e internet, segundo o BeefCentral. A divisão de TI da JBS trabalhava ontem para acelerar a retomada das operações. “Os servidores de backup da empresa não foram afetados e ela está trabalhando ativamente com uma empresa de resposta a incidentes para restaurar seus sistemas o mais rápido possível”, disse o jornal.

De acordo com a ABC News, o governo australiano também está trabalhando com a JBS Foods para investigar o ciberataque.

A JBS Foods Australia afirma ser “a maior empresa de processamento de carnes e alimentos do país, operando produção tecnologicamente avançada e instalações de valor agregado e confinamentos, ao mesmo tempo que possui o maior fabricante de pequenos bens da Austrália e opera um corte de carne de alta qualidade e instalação de produção de case ready.”

A empresa emprega cerca de 11.000 pessoas na Austrália e na Nova Zelândia.

FacebookTwitterLinkedIn