IoT tem papel essencial na promoção da sustentabilidade

https://network-king.net/wp-content/uploads/2022/05/Sustainabilityrepro-769x414.jpg

A oneM2M é uma iniciativa global que foi lançada em 2012 com o objetivo de desenvolver especificações que garantam implantações mais eficientes de sistemas de Internet das Coisas (IoT) e Machine-to-Machine (M2M). Essas especificações técnicas podem ser incorporadas em hardware e software para conectar uma ampla variedade de dispositivos. A organizações reúne mais de 200 participantes de diversos domínios de negócios.

No campo específico da sustentabilidade, a oneM2M ressalta que as tecnologias de IoT têm dois papéis importantes. O primeiro trata de maximizar a adoção de soluções em casos de uso que visem a sustentabilidade. Usuários de destaque podem ajudar compartilhando suas ações sustentáveis bem-sucedidas para que outros possam aprender com as experiências alheias e seguir o mesmo caminho. O segundo papel é tornar as tecnologias IoT inerentemente sustentáveis.

Em um artigo recentemente publicado no site IoT Business, a oneM2M destacou que sustentabilidade tem ganhado espaço nas agendas de governos e empresas desde que as Nações Unidas formalizaram seus Objetivos de Desenvolvimento Sustentável há quase seis anos. Líderes empresariais já veem a sustentabilidade como peça central de suas atividades cotidianas e como um dos principais impulsionadores de mudanças no negócios.

Nesse cenário, as tecnologias de IoT podem ser consideradas blocos de construção essenciais para o estabelecimento de ações sustentáveis ao permitir a gestão eficaz de ativos amplamente dispersos. As organizações agora têm à disposição ferramentas para melhorar suas decisões sobre recursos escassos e assim contribuir para a sustentabilidade.

O artigo explica que alguns casos de uso de IoT envolvem soluções personalizadas que nunca mudarão, enquanto outros evoluem com o tempo de acordo com novos requisitos, pressões dos negócios ou evolução tecnológica. Para que uma soluções de IoT seja sustentável, é preciso que seu design considere as possíveis evoluções para garantir sua longevidade, reduzindo, por exemplo, o risco de que as primeiras implantações tenham de ser descartadas por conta de más escolhas no processo de aquisição. Em geral, designs sustentáveis levam em conta interoperabilidade, padrões abertos, modularidade, reutilização e escalabilidade.

Em termos de interoperabilidade, a abordagem mais direta é simplificar a combinação de diferentes tecnologias e componentes de diferentes fornecedores. Uma abordagem mais exigente vai considerar a troca de dados entre aplicativos e silos operacionais. Designs mais demandantes surgirão à medida que for necessário colaborar entre limites departamentais e entre organizações para permitir melhores decisões. Esses benefícios levam ao princípio da escalabilidade que visa estender o potencial das soluções de IoT para casos de uso mais críticos para os negócios e abrangendo ativos de mais alto valor.

Módulos de design ajudam a combinar subsistemas de IoT e assim garantir que tecnologias legadas possam ser incorporadas em soluções maiores e mais exigentes. Isso preserva parte do valor já investido sem reduzir a vida útil dos componentes. A modularidade também segue o princípio de ‘reutilização’. Ao criar bibliotecas de software e componentes reutilizáveis, outros desenvolvedores podem economizar tempo e elevar sua produtividade.

Além dos princípios de design sustentável, é preciso tornar os próprios componentes das tecnologias de IoT sustentáveis. Isso envolve projetos de hardware que melhorem a eficiência energética e tenham uma vida útil mais longa. As abordagens de consumo de energia, por exemplo, precisam minimizar os custos e recursos necessários para manutenção. Essas características de sustentabilidade dependem de modos de operação com economia de energia e comunicações inteligentes. Isso, por sua vez, depende de protocolos de comunicação que otimizem a conectividade e a transmissão de dados que, consequentemente, dependente de padronização.

Na onda da sustentabilidade

A NTT, fornecedora global de soluções de tecnologia e negócios, anunciou o lançamento da nova plataforma IoT Services for Sustainability que pretende ajudar as empresas em suas iniciativas de sustentabilidade ao reduzir suas pegadas de carbono por meio do uso inteligente da Internet das Coisas. Essas soluções IoT incluem:

  • Leitura de dados de tempo real de qualquer tipo de medidor, como hidrômetros, de eletricidade e gás;
  • Gestão de vazamento de água;
  • Manutenção Preditiva que coleta dados de sensores para criar modelos de previsão para eventos de interesse, incluindo inatividade, acidentes ou troca de componentes;
  • Monitoramento ambiental que identifica, por exemplo, presença de poluentes no ar e na água, e faz rastreamento de temperatura e umidade.

Segundo a NTT, entre benefícios proporcionados pela nova plataforma estão redução de custos com energia, queda mais rápida de emissões, excelência operacional e melhor capacitação de trabalho.

“Tecnologias de IoT são uma importante ferramenta na luta global contra as mudanças climáticas. Sabemos quais ações são necessárias para garantir um futuro mais sustentável e temos um conjunto robusto de tecnologias disponíveis para ajudar a produzir os impactos desejados”, afirma Jeff Merritt, chefe de transformação urbana do Fórum Econômico Mundial.

FacebookTwitterLinkedIn