IoT chega ao ponto de inflexão

https://network-king.net/wp-content/uploads/2022/09/Shutterstock_2206540773-769x414.jpg

Empresas estão se envolvendo mais com a tecnologia da Internet das Coisas, com 80% das 200 participantes de uma pesquisa da Omdia dizendo que implantarão a IoT nos próximos dois anos. Os resultados revelam que 70% dos entrevistados planejam ter mais mais de 50 mil dispositivos IoT implantados nos próximos 24 meses.

A maioria deles está convencido de que pode obter ROI relativamente rápido de seus gastos com IoT. Em dois terços (67%) das empresas há a expectativa obtenção de ROI em até 12 meses.

Os analistas da Omdia enxergam aí o ponto de inflexão da tecnologia. Segundo eles, há um delta entre as expectativas e o planejamento, onde a história da IoT se desfaz e as implantações de IoT se perdem.

Impacto LoRaWAN no status de implantação de IoT
Fonte: Omdia

“As empresas precisam fechar a lacuna entre as expectativas e as prioridades de tomada de decisão e adotar uma abordagem mais holística ao planejamento…. Do fornecedor às opções de tecnologia, o alinhamento em cada estágio do projeto é fundamental para integração simples, implantação rápida e suporte contínuo”, dizem eles no write paper de divulgação do estudo.

A maioria dos entrevistados tem grandes expectativas em relação à velocidade de lançamento no mercado e ao ritmo em que podem mover seus projetos de IoT de testes/provas de conceito (POCs) para implantações em escala.

Status de implantação de IoT
Fonte: Omdia

A pesquisa descobriu que, hoje, 46% das empresas estam nos estágios iniciais de sua jornada de IoT, atualmente explorando, planejando ou testando uma implantação de IoT. No entanto, os próximos dois anos apresentam uma grande mudança, onde quase 80% esperam estar em uma fase ativa ou expansiva ou concluir seus projetos de IoT.

E há ainda uma tendência – equivocada, na opinião dos analistas – de priorizar funcionalidades de curto prazo em vez de escalabilidade de longo prazo. O planejamento futuro é negligenciado.

Quanto questionados sobre os requisitos mais importantes para a avaliação de uma solução de IoT, pouco mais de 30% dos participantes do estudo apontaram “provisionamento fácil” e 17%, “baixo custo”.

Dificuldades para implementação

Há um desejo de velocidade no mercado, mas a capacidade de implantar rapidamente impediu as empresas de fazê-lo, provavelmente devido a desafios relacionados à implantação.

Os tempos de implantação, em particular, parecem ser um problema, com 49% dos entrevistados dizendo que seus sistemas de IoT levaram mais tempo para serem implementados do que o esperado. Para 48%, os desafios da cadeia de suprimentos são um dos problemas que os impede de obter o ROI dentro do esperado.

Outros obstáculos relatados incluem desafios orçamentários (41%), falta de experiência interna na implantação e gerenciamento da tecnologia IoT (39%) e falta de suporte do fornecedor (38%).

Raramente uma empresa contará com apenas uma tecnologia para todas as suas necessidades de IoT. Em vez disso, as empresas geralmente empregam uma estratégia multiprotocolo para abordar vários casos de uso de IoT. Na verdade, 68% dos entrevistados dizem que definem o caso de uso antes de decidir sobre as tecnologias a serem consideradas. Além disso, os dados mostram o aumento da adoção de tecnologias LPWAN em 45% nos próximos dois anos. Durante o mesmo período, as tecnologias de celular e LAN mostraram tendências decrescentes em 6% e 14%, respectivamente.

Os resultados da pesquisa também mostram os executivos seniores com o maior entusiasmo pelo LoRaWAN – com a porcentagem mais que triplicando de 14% para 47% em dois anos, sem mostrar ânsia semelhante por tecnologias licenciadas.

Além disso, 63% dos usuários LoRaWAN estão atualmente nos estágios finais de sua jornada de IoT (ou seja, fases ativas/expansivas/concluídas) versus 52% dos usuários não LoRaWAN. Em dois anos, os percentuais aumentam para 93% e 78%, respectivamente (Ver Figura 11). Além disso, a capacidade de progredir de um estágio para o próximo parece promissora para usuários LoRaWAN versus usuários não LoRaWAN.

 LoRaWAN é o mais importante para as empresas,
Fonte: Omdia

Principais casos de uso

As empresas ouvidas atuam nos segmentos de manufatura, varejo, imobiliário e construção, saúde e ciências da vida.

O uso de IoT para rastrear e monitorar ativos está crescendo; quase metade (46%) já está nos estágios iniciais (exploração, planejamento, teste) com implantações de IoT, e a maior parte do restante (mais da metade; 53%) já em processo de implementação.

O setor industrial obviamente tem aplicações bem compreendidas, como manutenção preditiva e orquestração de máquinas complexas que estão ajudando a impulsionar o crescimento.

FacebookTwitterLinkedIn