Principais razões de o monitoramento de rede ser importante para os negócios

https://network-king.net/wp-content/uploads/2021/04/monitoramentorede_1429430411-769x414.jpg

No ambiente empresarial moderno, fazer um trabalho rapidamente é importante para aumentar a eficiência e a aquisição de clientes (resultados rápidos impressionam a todos).

Conseguir funcionários bons, confiáveis ​​e competentes é uma maneira infalível de melhorar a eficiência, mas eles são tão bons quanto as ferramentas que usam. Infelizmente, se a empresa faz uso de muitos softwares baseados em nuvem, ela sabe bem o quão instável ou o tempo de inatividade mínimo pode ser para os negócios.

Redes não confiáveis ​​podem ser um pesadelo para qualquer empresário e podem ter efeitos muito reais em seus resultados.

O monitoramento de rede é uma função crítica de TI que oferece uma ampla gama de benefícios para empresas de todos os tamanhos. Economiza dinheiro reduzindo os custos de infraestrutura e até aumenta a produtividade. Envolve observar e relatar problemas 24 horas por dia, 7 dias por semana, mas também otimizar o fluxo de dados e o acesso em um ambiente complexo e em constante mudança.

Um sistema de monitoramento de rede pode ajudar a encontrar soluções para uma ampla gama de problemas, incluindo downloads lentos de páginas da Web, perda de e-mail, atividade questionável de determinados usuários e entrega lenta de arquivos causada por servidores sobrecarregados e travados, bem como problemas com conexões de rede.

Praticamente qualquer tipo de rede pode ser monitorado, assim como dispositivos em diferentes sistemas operacionais, de smartphones a servidores, roteadores e switches.

Por que o monitoramento de rede é importante para os negócios?

1 – Tenha visibilidade e controle

Ter visibilidade completa de todos os seus ativos de hardware e software significa que você pode garantir que está monitorando a integridade de sua rede. Uma boa analogia é comparar o monitoramento de rede com uma visita a um cardiologista, observando os sinais de perigo à medida que o sangue flui pelos vasos, válvulas e câmaras do coração. Da mesma forma, os sistemas de monitoramento de rede rastreiam dados que se movem ao longo de cabos e servidores, switches, conexões e roteadores. Em caso de problema, o médico (suas ferramentas de monitoramento) tem o conhecimento para identificar a causa do problema, permitindo que você o corrija rapidamente.

2 – Otimizar a confiabilidade da rede

A função mais básica de uma solução de monitoramento de rede é indicar se um dispositivo (como roteador, switch, servidor, banco de dados etc.) está funcionando ou não. Você não quer ter que esperar o telefone começar a tocar porque as pessoas estão tendo problemas de desempenho. Uma abordagem proativa para manter uma rede saudável reduzirá ao mínimo as solicitações de suporte técnico e garantirá que você reduza o número de incidentes e ocorrências de tempo de inatividade.

Uma interrupção de rede é um dos piores pesadelos de qualquer administrador de rede. As soluções de monitoramento de rede podem ajudar as empresas a evitar uma interrupção antes que ela aconteça. Uma ferramenta de monitoramento verificará sua rede em busca de qualquer comportamento de desempenho suspeito que indique que uma interrupção está prestes a acontecer. Se um dispositivo ou parte de sua rede apresentar atraso no desempenho, sua solução de monitoramento detectará o problema e o alertará sobre ele.

3 – Melhorar o resultado final

O software de monitoramento torna os negócios mais produtivos, economizando tempo gerenciando a rede e reduzindo os custos operacionais. Além disso, estando ciente dos problemas atuais ou iminentes, você pode gerenciar ou reduzir o tempo de inatividade e aumentar a produtividade e a eficiência de suas equipes de negócios.

4 – Entender a capacidade e aumentar o desempenho

O software de monitoramento de rede ajuda você a entender quais elementos de rede estão sendo usados ​​adequadamente, usados ​​em excesso e subutilizados. Também ajuda a descobrir custos desnecessários que podem ser eliminados ou identificar um componente de rede que requer atualização para manter o desempenho futuro. Geralmente, fornecendo dados em tempo real em uma ampla variedade de métricas, incluindo uso de largura de banda, perda de pacotes, jitter, latência e muito mais. Essa visão geral detalhada do seu sistema permitirá que sua equipe de TI identifique facilmente a origem de quaisquer problemas. O monitoramento ativo também o ajudará a resolver problemas de forma proativa, em vez de reativa.

5 – Garantir a conformidade corporativa

A conformidade é uma tarefa importante para equipes de TI ocupadas que precisam atender a todos os padrões regulatórios e de proteção em redes cada vez mais complexas. Os dados extraídos das ferramentas de monitoramento ajudam a avaliar todo o sistema para garantir a entrega de um serviço seguro e eficiente que atenda a todos os padrões exigidos. As diretrizes de conformidade mais recentes recomendam observar ativamente as alterações no comportamento normal do sistema e o fluxo de dados incomum, pois ter um sistema de monitoramento 24 horas por dia, 7 dias por semana, pode ajudar a alertá-lo quando ocorrerem exceções.

Uma ferramenta de monitoramento não é útil apenas para rastrear o desempenho dos sistemas; eles também ajudam a empresa a lidar com ameaças de segurança que invadem sua rede. Com uma ferramenta de monitoramento, sua empresa será alertada sobre eventos que indiquem a presença de malware em seu sistema (transferências anormais de dados, travamentos do sistema, etc.). Alguns fornecedores também incluem recursos de detecção e resposta de rede (NDR) que examinam uma rede em busca de agentes nocivos e tomam medidas para eliminá-los.

Alguns softwares de gerenciamento de rede corrigem pequenos problemas automaticamente; automatizar tarefas administrativas relacionadas a cada dispositivo na rede torna o processo fácil e não demorado.

Ele também pode complementar seu IPAM (gerenciamento de endereço IP), que permite acompanhar todos os endereços atribuídos estaticamente na rede.

Quais métricas devo monitorar em uma rede?

Geralmente, você deve monitorar sua rede da forma mais abrangente possível. As métricas monitoradas podem incluir:

  • Parâmetros de integridade de hardware (como uso de CPU, uso de memória ou temperatura)
  • Disponibilidade ou tempo de atividade
  • Velocidade e desempenho da rede (como tempo de resposta)
  • Largura de banda (como utilização ou carga)
  • Tráfego de rede (como tráfego de entrada/saída ou tráfego por endereço IP, porta ou protocolo)
  • Segurança de rede (como logins suspeitos ou ataques de força bruta).

Quais tecnologias e protocolos são usados para monitoramento de rede?

Dependendo dos componentes e métricas que você deseja monitorar, você pode usar diferentes tecnologias para monitoramento de rede.

  • SNMP (Simple Network Management Protocol): Embora amplamente considerado como um protocolo legado, o SNMP ainda é a tecnologia mais usada no monitoramento de rede, pois praticamente todos os dispositivos de rede de todos os fornecedores suportam SNMP.
  • WMI (Windows Management Information): WMI é o protocolo padrão para monitorar sistemas baseados em Windows.
  • Protocolos de fluxo (por exemplo, NetFlow, jFlow, sFlow ou IPFIX): Os protocolos de fluxo são usados ​​para monitorar o tráfego de rede e podem variar de acordo com o fornecedor. NetFlow, por exemplo, é a tecnologia usada exclusivamente para dispositivos Cisco.
  • Sniffing de pacotes: Essa tecnologia também é usada para monitoramento de tráfego de rede, coletando e analisando pacotes que passam por uma rede.
  • HTTP/S: Você costuma usar HTTPS para monitorar tudo relacionado a servidores e sites da web, desde disponibilidade até transações completas de clientes, por exemplo.
  • SSH (SecureShell): Este protocolo é usado para conectar com segurança um sistema a outro em uma rede não segura.

E muitos mais.

Quais recursos uma boa ferramenta de monitoramento de rede inclui?

O que você deve procurar em uma boa ferramenta de monitoramento é o seguinte:

  • Conjunto abrangente de tecnologias integradas
  • Integrações pré-configuradas para configuração mais fácil
  • Suporte de vários fornecedores e fabricantes sem bloqueio de fornecedor
  • Uso total da ferramenta sem a necessidade de instalar add-ons ou plugins
  • Várias opções de visibilidade, por exemplo, painéis personalizáveis ​​e mapas de topologia
  • Alertas e notificações personalizáveis
  • Relatórios personalizáveis ​​e fáceis de compartilhar para diferentes públicos
  • Processos automatizados, por exemplo, uma descoberta automática de rede
  • Boa usabilidade, que inclui fácil instalação e configuração, bem como interfaces de usuário claras

O que é monitoramento de rede?

O monitoramento de rede é o processo de gerenciar constantemente – ou ficar de olho em – um sistema de computador para garantir que todos os componentes e processos funcionem sem problemas e detectar e solucionar problemas de rede antes que possam causar danos graves à sua infraestrutura de TI e, consequentemente, seu negócio.

O monitoramento de rede inclui o monitoramento, por exemplo, da integridade e do desempenho de:

  • Dispositivos de rede (como roteadores, switches ou firewalls)
  • Servidores virtuais ou físicos (como servidores de e-mail, servidores web ou servidores de armazenamento)
  • Bancos de dados
  • Serviços
  • Formulários
  • Sistemas operacionais
  • Processos de ponta a ponta
  • Que tipos de monitoramento de rede existem?
  • O monitoramento de rede pode ser classificado de diferentes maneiras.

Monitoramento de rede interno vs. externo

No monitoramento de rede interna, normalmente você monitora apenas os componentes que compõem a própria rede sem a necessidade de hardware adicional. Monitoramento de rede externa significa que você precisa de hardware que não faz parte da própria rede, por exemplo, sensores IoT.

Monitoramento de rede ativo versus passivo

O monitoramento passivo de rede é o método de coletar e registrar as métricas de monitoramento passivamente, ou seja, sem sondar ativamente os dados. O monitoramento ativo envolve uma ação, por exemplo, enviar um ping para um dispositivo de rede para ver se ele está disponível ou simular um processo de ponta a ponta.

Monitoramento no local versus na nuvem

No monitoramento de rede local, os componentes de hardware e software necessários são instalados diretamente na rede monitorada para o máximo controle de seus dados e, portanto, mais segurança. Monitoramento em nuvem, ou mais exatamente, monitoramento baseado em nuvem, significa que a solução de monitoramento é hospedada por um provedor SaaS externo na nuvem para que você não precise de hardware extra e possa escalar com mais flexibilidade.

Dados históricos vs. monitoramento em tempo real

O monitoramento de dados históricos significa que você registra dados de monitoramento para fins de análise de rede, por exemplo, para descobrir as causas-raiz de problemas de rede ou planejar a capacidade e os recursos com mais eficiência. O monitoramento em tempo real monitora e exibe dados ao vivo para garantir que todas as operações, processos e dispositivos em um sistema ao vivo funcionem sem problemas e possam reagir rapidamente se ocorrer um problema.

Monitoramento de rede distribuído ou remoto

O monitoramento distribuído de rede significa que você não apenas monitora sua LAN, mas também vários locais remotos que geralmente possuem suas próprias redes locais protegidas por um firewall. As ferramentas de monitoramento de rede que oferecem monitoramento distribuído usam métodos diferentes para coletar dados de locais remotos e visualizá-los em uma visão geral central.

FacebookTwitterLinkedIn