Bélgica conclui testes com novo padrão de roaming WiFi

https://network-king.net/wp-content/uploads/2022/04/shutterstock_1859710561-769x414.jpg

Foram concluídos com sucesso em vários municípios na Bélgica testes recentes da implantação do WBA OpenRoaming, padrão de roaming de WiFi que libera os usuários do registra ou da reinserção de credenciais de login, garantindo mais conveniência de acesso a redes públicas, sem abrir mão da segurança e da privacidade dos dados.

Os testes foram realizados por membros da Wireless Broadband Alliance (WBA), entidade responsável pelo novo padrão, visando prepará-lo para adoção por toda a Europa. As provas incluíram avaliação da viabilidade e compatibilidade com smartphones, laptops e tablets iOS e Android. Foram usados equipamentos de vários fabricantes de pontos de acesso WiFi, além de serviços Provedores de Identidades (IdP) e diferentes métodos de conexão. O objetivo foi avaliar a disponibilidade de roaming sem problemas entre redes WiFi dos municípios participantes.

Além de oferecer acesso rápido e seguro a redes sem fio, outra característica importante do OpenRoaming é a capacidade de garantir a privacidade dos usuários mesmo em redes WiFi públicas – assegurando conformidade com as políticas europeias proteção de dados (General Data Protection Regulation – GDPR) – sem ser afetada pela mudança de endereços MAC nos dispositivos.

“Esse teste-piloto com um grupo de municípios na Bélgica utilizou equipamentos de consumo mais comuns, como smartphones, laptops, tablets, e usou redes WiFi de diferentes fabricantes, validando o benefício de usar o padrão WBA OpenRoaming para facilitar a vida de consumidores, visitantes e residentes. Além disso, o novo padrão cria novas e valiosas oportunidades de negócios para as operadoras, varejistas ou eventos que queiram desenvolver serviços WiFi”, afirma Tiago Rodrigues, CEO da WBA.

Para Matt MacPherson, diretor de tecnologias sem fio da Cisco, reduzir  as lacunas digitais contando com redes WiFi públicas nas cidades é hoje mais importante. “O OpenRoaming pode desempenhar um papel importante ao garantir acesso fácil e seguro a recursos digitais relevantes. Trata-se de um recurso perfeito, pois quebra as barreiras de acesso e garante extrair mais valor das redes. WiFi público via OpenRoaming abre novas e empolgantes oportunidades para qualquer município”, completa o executivo.

O conselho diretivo da WBA inclui Airties, AT&T, Boingo Wireless, Broadcom, BT, Cisco Systems, Comcast, Deutsche Telekom AG, GlobalReach Technology, Google, Intel, Reliance Jio, SK Telecom e Viasat.

Em detalhes

O WBA OpenRoaming é um serviço de federação de roaming com uma estrutura de conectividade composta dos seguintes elementos:

  • Uma federação de redes e provedores de identidade que viabiliza o roaming automático e a integração de usuários em redes WiFi. É baseada nos padrões Wireless Roaming Intermediary eXchange (WRIX) da WBA que possibilitam diferentes modelos de negócios sob uma estrutura integrada.
  • Recursos de cibersegurança que permitem conexões WiFi simples, seguras e ampliáveis em diferentes organizações. Possibilitam roaming automático e seguro entre milhões de redes, nacional e mundialmente, com interconexão segura e comunicação criptografada.
  • Automação de redes com uma estrutura de códigos de consórcio de roaming automatizado (RCOI) compatível com políticas de dispositivos e redes.
Fonte: WBA

O OpenRoaming reúne uma federação de redes e provedores de identidades para que os usuários possam participar de qualquer rede gerenciada por um membro da federação. As empresas que adotarem o padrão vão garantir que suas redes WiFi interoperam automaticamente entre si para oferecer uma experiência com conexão automática e segura.

Na visão da WBA, essa experiência pode abrir oportunidades de conectividade de banda larga e entre dispositivos da Internet das Coisas (IoT) em várias verticais de negócios, como varejo, hotelaria, educação, cidades inteligentes, setores automotivo e de aviação.

FacebookTwitterLinkedIn